Arquivos da categoria: Checklist

Arvore-de-Natal

Checklist para a festa de Natal

natal 2

Todo ano é a mesma história! Quando nos damos conta, já está em cima da hora do Natal e não providenciamos o que era preciso para a festa.

Além da correria, ficamos sujeitos aos altos preços nos presentes, decoração e alimentos Natalinos. 

Para evitar esta situação, o melhor é se organizar e fazer o planejamento de tudo que precisaremos para a festa. Para isso preparei esse check list de Natal para vocês não deixarem nada para última hora.

Convidados – prepare a lista dos convidados e solicite a confirmação de presença com antecedência para que você possa calcular a quantidade de comida e bebida necessária;

Convites – hoje em dia a maneira mais fácil e eficaz são os grupos no whatsApp. Mas nada mais desagradável que diversas mensagens apitando no seu celular durante o dia todo, principalmente em grupos grandes. Para evitar isso faça o grupo no “Broadcast Lists” que é uma maneira “privada”de falar com cada um do grupo. Definitivamente muito mais simpático!

Cardápio – Montar um cardápio para sua festa é essencial na organização. Com o cardápio definido das entradas, prato principal, acompanhamentos e sobremesas que serão servidas você consegue fazer a lista do que pecisa ser comprado de acordo com a quantidade de convidados;

Presentes – faça uma lista de todos que serão presenteados e os presentes que pretendo dar à cada um. Determine as lojas que precisará ir para comprá-los e o que será comprado em cada uma delas. Isso agilizará demais esta tarefa.

Decoração – a decoração é a alma da festa. E uma festa de Natal é uma comemoração muito importante por isso capriche nos detalhes. Monte uma linda árvore de Natal, com muitos enfeites e luzes. Invista na decoração da mesa, coloque bela toalha de mesa, guardanapos, porta guardanapos, castiçais e uma bela louça e copos.

Lembranças – prepare para cada família de convidados um “mimo”para ser dado na saída da festa. Bombons caseiros, pão  de mel, brigadeiros gourmet são ótimas opções.

nos presentes, decoração e alimentos Natalinos.

persianas imagem destacada

Persianas – manutenção e limpeza

Além das cortinas, como opção para vedação de janelas, existem persianas de diversos materiais. Fiquei de informar sobre a manutenção e limpeza desses outros modelos, mas a  preferência sobre qual tipo utilizar é algo muito pessoal.

persianas

Vamos ver:

As persianas podem ser horizontais e verticais. O que determina a melhor escolha é o tipo de abertura de sua janela. As horizontais, sejam de que material for, se adaptam melhor às janelas com peitoril e convém aspirar e espanar o pó semanalmente (a escassez de chuva esses tempos contribui para o acúmulo enorme de poeira). Para vãos maiores, com abertura total (tipo porta de correr) as verticais permitem o recolhimento lateral das mesmas e garantem uma melhor circulação.

Uma consideração importante: observem ao fechar ou abrir as persianas, que elas estejam com as lâminas na perpendicular em relação à janela. As cordinhas irão sofrer menor resistência e terão uma maior durabilidade.

Modelos e manutenção – 

Persianas horizontais:

Com lâminas de metal
Com lâminas de metal
Lâminas de madeira
Lâminas de madeira
Lâminas de PVC
Lâminas de PVC

– Para a limpeza utilizar acessórios como esses que mantém as lâminas alinhadas retirando o excesso de pó.

limpeza de persianas

Retirando o pó – Esse processo de espanar só transfere a poeira de lugar. Se utilizar o espanador, o melhor é esperar um pouco e em seguida é indicado utilizar o aspirador em todo o  ambiente.

limpeza espanador

Se necessário pode-se passar um pano úmido, sempre no sentido longitudinal e com delicadeza.

limpeza pano

Persianas verticais – as lâminas  são presas em trilhos com encaixe em sistema de rolamento. De tempos em tempos é necessária a lubrificação com silicone vegetal e, às vezes, a troca de alguns componentes. Empresas especializadas podem cuidar dessa manutenção.

persianas verticais
Não esqueça de limpar as sanefas (peças de acabamento que escondem os trilhos)

 

Essas correntinhas são os limitadores e contentores da persiana. Precisam de manutenção regular
Essas correntinhas são os limitadores da persiana. Precisam de manutenção regular pois o próprio vento pode ocasionar seu rompimento.

 

Persianas de rolo  – Podem ser de diferentes materiais – vazadas ou black out. Ótima solução para grandes vãos, precisam ser aspiradas e devem ser lavadas por empresas especializadas. Não use “Vaporeto” para higienizar, pois as persianas podem perder a maleabilidade, a textura e deformar.

Persianas de rolo
Persianas de rolo – sistema de abertura pode ser manual ou elétrico, o que exigirá uma revisão ao menos de 6 em 6 meses.

Persianas de fibra natural – alternativa para ambientes mais rústicos, acumulam mais ácaros e precisam de manutenção regular. Para a limpeza utilizar somente a aspiração e nunca água.

persiana de fibra natural

 

Agora é só escolher: cortinas ou persianas???

imagem destacada

Cortinas – manutenção e limpeza

purple

Cortinas são complementos da decoração e tem a função de garantir privacidade e proteção.  Podem ser de diversos tecidos e costumam acumular poeira e barrar a ação dos raios solares. Portanto sofrem um desgaste natural, mas se bem conservadas, podem durar mais tempo:

– aspire as cortinas de 15 em 15 dias

Para aspirar, use o acessório correto
Para aspirar, use o acessório correto

– planeje a lavagem ao menos 2 vezes ao ano – não esqueça de retirar argolas, rodízios e todo tipo de acessório que possa causar danos ao tecido

Facilite sua vida - escolhas acessórios práticos para remover e recolocar ao lavar
Facilite sua vida – escolha acessórios práticos para remover e recolocar ao lavar

– lave em casa ou na lavanderia. Tudo depende do tipo de tecido – as cortinas em linho, xantungue, algodão puro e seda podem desbotar e encolher, quando lavadas em casa. Já as peças em renda devem ser lavadas num saco de proteção quando colocadas na máquina. Tecidos mistos (com poliéster) tem menos chance de encolher e amassam menos também

– caso tenham secado no varal, borrifem a cortina, já penduradas de volta ao seu local, com esta solução: em um litro de água, dilua uma xícara (chá) de amaciante e a mesma medida de álcool. Misture bem. Deixará um cheirinho gostoso e sua cortina irá alisar mais facilmente.

Abaixo, seguem dicas de profissionais que fornecem cortinas em tecido:

1. Na máquina de lavar, coloque somente a cortina. O forro e outras peças devem ser lavados separadamente. Se tiver blecaute, utilize somente esponja e sabão neutro. Caso a peça esteja muito suja, deixe-a de molho por até 40 minutos. Evite centrifugar e usar amaciante

2. Para a limpeza ser completa o suporte da sua cortina também deve ser limpo. Para o varão, use um pano úmido e para os trilhos prefira o aspirador de pó. Após secar pode passar um silicone ou um óleo de máquina de costura para lubrificar

3. A cortina deve secar à sombra, ou até mesmo no próprio varão ou trilho, o que ajuda a dar caimento à peça. Para acelerar a secagem, deixe a janela aberta

4. No caso de fibras naturais, utilize o aspirador de pó para limpeza

5.  Dicas caseiras: use bicarbonato de sódio para clarear o tecido branco, água fervida com vinagre evita a ferrugem das peças, lustra móveis ou óleo de cozinha podem ser usados para dar brilho aos acessórios de madeira

6. Para lavar e passar siga as instruções do fornecedor ou da etiqueta do tecido.

Muitas são as pessoas que preferem persianas às cortinas. Para essas, logo colocarei um post de como limpá-las e conservá-las.

site espichamos imagem destacada

Plataforma de compra, troca, venda e doação

Espichamos site

Existem muitos brechós, blogs e sites por aí que auxiliam as pessoas a “destralhar” suas roupas e objetos. Nós já tratamos do assunto no post “Troque os objetos que você não usa mais”.

Mas o “Espichamos” inova por ser uma plataforma e-commerce para isso no universo infantil. Tudo começou com aquele hábito de passar roupinhas infantis de irmão para irmão, para primos, filhos de amigos… Para essas peças o desapego pode ser mais fácil – eles crescem e perdem mesmo muitas coisas, mas daí, a coisa cresceu porque a ideia é muito boa: você faz um cadastro no site e cria a “sua vendinha” que pode incluir produtos para troca e também venda. Então vai dar uma espiada “na vendinha dos outros” e se encontrar algo que precise, que goste, pode propor a troca fazendo uma negociação: – Gostei desse seu casaquinho, aceita trocar por esse meu par de sapato? Se a pessoa aceitar, pronto… troca feita!

Você pode comprar, trocar ou vender o que quiser.  Capriche nas fotos!!! A plataforma disponibiliza um carrinho e é possível pechinchar e negociar trocas com o anunciante. Para doar, basta conferir a instituição e encaminhar.

Vale também troca de móveis e objetos de decoração. Isso é maravilhoso – muitas vezes não temos o que fazer com eles porque são só para crianças mesmo.

Muito lindo o site, a ideia, a atitude!

C

Como realizar uma reforma

Reforma a

E então a gente resolve fazer uma pequena reforma… Uma “simples modernização”.

Pára e pensa: o que eu quero mesmo fazer???

Foco e planejamento são tudo. Antes de iniciar é preciso ter bem claro o que pretende para evitar desperdício de tempo, dinheiro e, principalmente, que a reforma nunca acabe.

É assim mesmo: quando pensamos em dar uma mexida, fazer uma pequena reforma, sempre nos deparamos com o “já que”. Na maioria das vezes, se não tivermos a orientação adequada, sempre acrescentamos um item a mais. O limite, muitas vezes, acaba sendo só o financeiro: paramos quando já estamos quebrados, rsrsrs…

Para contornar essa situação anunciada, oriento fazer a reforma com o auxílio de um projeto, um profissional arquiteto ou engenheiro, mão de obra qualificada, bons produtos, uma planilha para controle do andamento da obra (cronograma), outra para o “dinheiro” – prazos e condições de pagamento e o auxílio de um profissional de organização.

Analisando item por item:

Projeto – nem que seja para a reforma de um armário, o projeto é sempre uma ferramenta para auxiliar a execução. Não faça nada direto de sua imaginação: só você pode “visualizar” isso. O projeto traduz sua ideia, dando informação do que pretende, com que material, cor, volume, textura, e permite que outros o tornem realidade

Profissional arquiteto ou engenheiro – eles auxiliam a planejar, orientam as compras com indicação de alternativas para os materiais, indicam e acompanham fornecedores e mão-de-obra, prazos, custos e evitam que a reforma comprometa a estrutura do imóvel. Mais importante ainda: auxiliam na montagem do cronograma (etapas do projeto a serem cumpridas)

Mão de obra qualificada e bons produtos – imprescindível pesquisar a escolha desses dois itens para não se arrepender após o final da obra. A economia pequena pode gerar gastos em um futuro bem próximo

Planilha – Essa é “a ferramenta”. Com planejamento é possível conseguir uma relação custo/benefício que não fará você se arrepender de ter começado a obra. Nela você deve lançar os gastos, prazos e condições de pagamento. Tendo o cronograma desenvolvido, fica muito mais fácil checar se está cumprindo os prazos da execução e se os gastos estão sob controle, sabendo se conseguirá chegar ao final da obra dentro da previsão inicial.

Para viabilizar sua reforma, considere os serviços de um profissional de organização que pode prestar uma consultoria em conjunto com outros profissionais, já prevendo os ambientes e mobiliários finalizados, prontos para uso, com soluções ajustadas às suas finalidades.

Passo a passo, sua reforma vai ganhando contorno de um sonho realizado. Iniciar nem sempre é fácil, terminar é ainda mais difícil, mas a palavra de ordem é “organização”…

Mais uma vez!!!!